REFLEXÃO SINDIACAL

Entenda como os políticos do PSDB querem nos enganar!

 

Caros companheiros, mais um ano se inicia e o momento de reflexão cai sobre nossos ombros, apesar das mudanças políticas no cenário nacional e estadual, continuaremos no mesmo, o PT continuará na Granja do Torto e o PSDB no palácio dos bandeirantes, ou seja, nada mudou; surge neste cenário um novo figurante que se diz dado ao diálogo, o novo secretário da educação, mas se analisarmos sua trajetória veremos que não passa de um político a serviço do PSDB, com o discurso do dialogo e valorização do professorado vem fazendo o seu papel político para o seu partido. Na educação a boa vontade do secretario em negociar com as entidades e de valorizar os profissionais da educação foi por água a baixo na primeira semana. O Atual secretário reafirma o que fizeram os anteriores e precariza ainda mais o nosso trabalho. Propõe um novo Plano de Carreira, partindo do mesmo salário e condições de trabalho, e tenta excluir o sindicato desse debate. Já assistimos a este filme antes. Cabe aos professores ficarem atentos as manipulações do governo. Este secretário foi reitor da UNESP e usou a mesma tática que agora usa, falando em dialogo, retirou direitos de trabalhadores e professores da UNESP. Este circo se dá para tentar ludibriar a sociedade no que se diz respeito ao ex-governador “Cerra”, que não tinha dialogo com a classe e saiu como um ditador, Alckmin e Herman criaram este circo todo para tentar mudar essa visão que a sociedade e os profissionais da educação têm do governo de São Paulo.

Não nos iludamos com promessas vazias e retóricas, há em nosso meio, muito boatos de valorização do professor, mas o certo e que não há verbas públicas para aumento salarial em São Paulo em 2011, dizem que o governo vai equiparar salário de quem fez a prova de mérito com quem não fez mais um boato ou tática para baixar a defesa dos professores, como vimos nossas condições de trabalho são péssimas, e nada aponta para tal valorização. O PNE (Plano Nacional da Educação) que sugere a valorização dos professores deve ficar como a lei do piso, existe, mas nenhum governo usa. No cenário nacional o que vemos é o governo do PT copiando o governo de São Paulo com a precarização dos professores federais, criando o professor temporário, categoria “O” nas universidades e escolas federais, criando mecanismos de avaliações para professores como sugere o CNE (Conselho Nacional da Educação) que tem como membro a presidenta da APEOESP que apóia avaliações de professores.

Em São Paulo, o projeto do PSDB continua há mais de 16 anos. O efeito de não mudar o que “está dando certo” valeu para o Brasil e para São Paulo. Dessa forma podemos ter a certeza de que as lutas deverão ser redobradas. Basta ver que o orçamento do Estado de São Paulo para 2011 não prevê reajuste para o funcionalismo público e nem para ações sociais.

Temos que nos mantermos alertas, pois a política neoliberal de estado mínimo do governo de São Paulo vê o professor e a educação como custo, e tenta reduzir e enxugar gastos com a educação, essa política não é única e exclusiva de São Paulo, analisando os países que estão sendo governados por políticos de tendências neoliberais, Portugal, Irlanda, Itália Grécia e Espanha, veremos direitos e redução de salários acontecerem, dão o nome de austeridade econômica, e aqui não será diferente, haverá redução de custos sim, e quem será a bola da vez? Os funcionários públicos; participei do congresso da APEOESP e do congresso da CNTE, percebi que as centrais sindicais estão aliadas com o governo federal, como CUT, CGTB, CTB, FORÇA SINDICAL, CNTE e APEOESP(Articulação) e querem manter os trabalhadores controlados para uma possível mudança num cenário próximo. Se não nos mantivermos alertas mais direitos e mais repressões poderão vir, tanto do governo federal na questão previdenciária quanto no governo estadual.

É importante que cada unidade escolar tenha no mínimo um representante de escola (RE) para que nossa luta por melhores condições de trabalho seja vitoriosa, precisamos que cada professor faça a sua parte nessa luta, participe traga sugestões e reivindicações e seja um agente transformador em sua unidade escolar.

 

Ninguém lutará pelos seus direito de forma correta se não você mesmo. Una-se aos seus colegas e participe dessa luta por uma escola de qualidade, salário digno e respeito por parte dos governantes e da sociedade. Os últimos acontecimentos no Oriente Médio nos mostram que é possível sim derrubar ditadores e lutar por reformas, povos que estava há décadas sob regime ditatorial se rebelaram em busca de justiça social, Em são Paulo vivemos um regime ditatorial pelo PSDB que está no poder a quase duas décadas. Na ultima campanha eleitoral perguntaram ao ex-candidato “Cerra” sobre a continuidade do PT no governo, ele respondeu que é a favor da alternância no poder, mas se esqueceu que seu partido está incrustado em São Paulo há quase 20 anos.

 

 Dia 1º de março é o dia de nossa data base a qual o governo não cumpre, vamos ficar passivos olhando o tempo passar sem nenhuma atitude tomar? Sei que a categoria não está disposta a uma nova greve, mas seria interessante uma manifestação pública em busca de nossa data base.

 

Há em São Paulo, São Caetano, Santo André e Guarulhos, manifestações contra o aumento no preço das passagens de ônibus. Devemos dar apoio a estas manifestações, afinal estamos inseridos nesta mesma sociedade e usamos ônibus também. Não anotei as datas, mas tentarei saber e divulgarei a todos.

 

Companheiros, nossa missão profissional não está restrita a sala de aula, temos que reivindicar melhores salários e condições de trabalho, Reivindicar uma sociedade justa, não nos calarmos diante da tirania. Saiamos às ruas e à luta!

 

 

 

Um forte abraço, Prof. JACSON                                                                                            

 

Anúncios
  1. Nenhum comentário ainda.
  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: