Início > EDUCAÇÃO > USP cai 46 posições em ranking internacional de universidades

USP cai 46 posições em ranking internacional de universidades

10/09/2010 – 18h06

Serra escolhe 2º da lista tríplice para reitor da USP.

USP cai 46 posições em ranking internacional de universidades.

Da Redação

Em São Paulo

A USP (Universidade de São Paulo) caiu 46 posições em um ranking anual de instituições de ensino superior elaborado pelo instituto QS. Ela saiu do 207º para o 253º lugar. A primeira colocada é a Universidade de Cambridge, no Reino Unido.

 

As outras brasileiras que aparecem no ranking são a Unicamp (Universidade Estadual de Campinas), em 293º lugar (subindo três posições em relação a 2009), a UFRJ (Universidade Federal do Rio de Janeiro), em 381º (duas posições acima). A UFMG (Universidade Federal de Minas Gerais), estreante na lista, ficou entre as posições 501-500 –a colocação exata não foi divulgada pelo QS–, junto com a PUC-Rio (Pontifícia Universidade Católica). A Unesp (Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" está entre as 50 últimas do ranking, que tem 600 instituições.

Faltam pliticas serias na educação paulista, o goerno do PSDB vem destruindo São Paulo.

 

A relação completa está no site www.topuniversities.com.

Fonte: http://educacao.uol.com.br/ultnot/2010/09/10/usp-cai-46-posicoes-em-ranking-internacional-de-universidades.jhtm

 

UM DOS MOTIVOS:

 

AE – Agencia Estado

O jurista e diretor da Faculdade de Direito do Largo São Francisco, João Grandino Rodas, é o novo reitor da Universidade de São Paulo (USP). Ele ficou em segundo lugar nas eleições realizadas na quarta-feira na instituição, mas era o candidato preferido do governador José Serra (PSDB). Essa foi a primeira vez desde a ditadura militar que um governador não escolheu o primeiro da lista tríplice para reitor.

A escolha está publicada hoje no Diário Oficial. A lista tríplice foi entregue oficialmente ao governador no início da noite de ontem pela reitora Suely Vilela e pelo secretário de Ensino Superior, Carlos Vogt. Por volta das 21 horas, Serra já tinha decidido. Também à noite, em uma missa na Igreja do Largo São Francisco, o padre já anunciava o nome do reitor.

O primeiro colocado nas eleições, o cientista Glaucius Oliva, foi apoiado pela reitora. Desde o fim das eleições na USP, Serra vinha sendo aconselhado a escolher Rodas. A avaliação no governo era a de que a decisão não traria grande prejuízo político, já que Oliva venceu o pleito, mas não obteve a maioria dos votos. O terceiro foi Armando Corbani, pró-reitor e físico. Obs.: Enquanto não tivermos políticas de Estado na educação, políticos despreparados estarão tirando proveitos políticos partidarios(eleitoreiros) da sociedade brasileira.

Rodas é bem visto por secretários e assessores do governo. Tem o apoio de nomes como Celso Lafer, Dalmo de Abreu Dallari e ex-reitores da universidade. A proximidade de Oliva com Suely – ele a ajudou em sua gestão – era o que mais pesava contra sua indicação. Serra não conhece bem o cientista e tinha poucas informações para atestar sua competência administrativa. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo

Fonte: http://www.estadao.com.br/noticias/geral,serra-escolhe-2-da-lista-triplice-para-reitor-da-usp,465898,0.htm

Anúncios
  1. Nenhum comentário ainda.
  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: