Início > EDUCAÇÃO > A MOBILIZAÇÃO PELO PISO SALARIAL CONTINUA!

A MOBILIZAÇÃO PELO PISO SALARIAL CONTINUA!

Piso salarial: ainda há o que conquistar
  
 CNTE Informa 464
   
O resgate da educação pública de qualidade depende da valorização dos profissionais. Em 2008 os educadores obtiveram uma conquista importante, o piso salarial nacional. Mas, ele entrou em vigor neste primeiro mês de 2009 sem uma série de ganhos importantes, entre eles, a hora-atividade, um período que seria destinado à atualização profissional. Por isso, a mobilização da CNTE em defesa da Lei do Piso continua.
                                                                                  
  
Além dos professores de todo o país, dos sindicatos filiados, das frentes de parlamentares criadas em vários estados, mais de duas mil e 500 pessoas de todas as partes do país já assinaram o manifesto publicado no site da CNTE. Uma demonstração de que a sociedade brasileira defende o piso, a melhoria do ensino público e a valorização do profissional de educação.
  
Ao apoiar o manifesto, a população junto com a CNTE e de todos os profissionais de educação formaliza a posição contra a atitude de governadores de cinco estados de questionar na Justiça a constitucionalidade da lei do piso. Esses INIMIGOS DA EDUCAÇÃO "negam aos estudantes, especialmente os de classes mais carentes, o direito a uma educação de qualidade para o qual concorre o profissionalismo dos educadores; invertem as prioridades das políticas públicas e as responsabilidades do Estado em promovê-las".
  
Enquanto o Supremo Tribunal Federal não tem uma decisão definitiva sobre a questão, assine você também o manifesto em defesa da valorização dos profissionais da educação no site: http://www.cnte.org.br/index.php?option=com_joomlapetition&func=viewcategory&Itemid=&catid=1 ou no site: www.cnte.org.br Obs.: não e necessario que você seja professor, qualquer cidadão pode assinar.
  
Moção de solidariedade ao povo palestino       
A Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE), entidade representativa de mais de 2,5 milhões de profissionais da educação básica pública no Brasil, diante da ofensiva desigual cometida pelo exército do Estado de Israel vem a público manifestar sua irrestrita SOLIDARIEDADE ao povo palestino.
  
O resultado dos ataques do exército israelense é a morte de centenas de civis (muitos dos quais crianças e mulheres), que vivem no território de maior densidade habitacional do mundo.
  
Para a CNTE é inegável o direito dos povos, palestino e israelense, a um território para a manutenção de suas tradições e para a construção de seu futuro, mas é com pesar que assiste ao verdadeiro GENOCÍDIO praticado pelo estado de Israel que, em nome de sua segurança, não mede consequências e submete o povo palestino aos horrores que assistimos diariamente. Israel ocupa o território palestino e dificulta seu desenvolvimento de todas as maneiras, sob os olhares impotentes da ONU e com o apoio incondicional dos EUA.
  
Enquanto perdurar o desrespeito pela história, pela tradição e pela cultura do povo palestino, MILENAR habitante da região, não haverá paz no Oriente Médio.
  
Por tudo isso, a CNTE se soma aos que condenam a ação de Israel e convoca os trabalhadores em Educação de todo o país a engrossarem as manifestações pelo fim imediato da agressão aos palestinos e pela paz na região.
  
 
Redirecionamento de parte do informe: Boletim Semanal CNTE Informa 464 – 12 de janeiro de 2009‏.
 
Fonte: www.cnte.org.br
 
Abraços! Prof. JACSON
 
Anúncios
  1. Nenhum comentário ainda.
  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: