Início > EDUCAÇÃO > Arbitrariedades na educação, não respeitam a 7.783/89

Arbitrariedades na educação, não respeitam a 7.783/89

09/07/2008 – 09h44

Contra desconto em salário, docente ameaça retomar greve em SP

RICARDO WESTIN
da Folha de S.Paulo

Os professores da rede estadual de São Paulo ameaçam retomar a greve da categoria, que havia sido suspensa durante assembléia na sexta-feira. Eles não aceitam que os dias sem aula sejam descontados dos salários e pagos só após as reposições, como anunciou a Secretaria de Estado da Educação.

Segundo a Apeoesp (sindicato dos docentes), o governo não está cumprindo a promessa de pagar os dias parados. "Se tiver o desconto, o professor vai passar dificuldades. A intenção é punir o professor [por causa da greve]. Eles [o governo] têm um gosto muito grande pela punição", disse a presidente do sindicato, Maria Izabel Noronha, acrescentando que a greve pode ser retomada após as férias.

A greve teve início em 16 de junho, contra um decreto que dificultou a transferência de professores. Foi suspensa após acordo fechado entre o governo e os professores no Tribunal Regional do Trabalho. Pelo acordo, os dias parados não seriam descontados.

O governo diz que só pode pagar pelas aulas dadas e que os docentes que fizerem reposição não serão prejudicados.

 

                                                                        http://www1.folha.uol.com.br/folha/educacao/ult305u420603.shtml

Anúncios
  1. Nenhum comentário ainda.
  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: