Início > EDUCAÇÃO > Protesto de professores

Protesto de professores

13/06/2008 – 18h36

Protesto de professores ocupa av. Paulista; motorista deve evitar região

da Folha Online

Um protesto de professores da rede estadual de educação em São Paulo interdita a avenida Paulista, região central de São Paulo, na noite desta sexta-feira. Os manifestantes ocupavam todas as pistas no sentido Paraíso (zona sul), por volta das 18h30. Há um congestionamento de 2,3 km na avenida, da praça Oswaldo Cruz até a rua Haddock Lobo.

A manifestação é realizada pela Apeoesp (sindicato dos professores estaduais), que afirma que cerca de 10 mil pessoas participam do ato. Já a Polícia Militar, que acompanha o ato, estima que 5.000 realizam o protesto. A CET (Companhia de Engenharia de Tráfego) não realiza desvios no trânsito.

Antes de chegarem à Paulista os manifestantes ocuparam toda a rua da Consolação. A PM tentou evitar que todas as pistas da via, no sentido Paulista, fosse ocupada, mas mesmo assim motoristas ficaram parados no congestionamento. Uma ambulância do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) chegou a ficar presa no tráfego, com um paciente a bordo. O trânsito foi desviado a partir da rua Matias Aires para a avenida Angélica.

Antes de seguirem em passeata os manifestantes se reuniram na praça da República onde aprovaram em assembléia a paralisação. Os professores reivindicam que o governador José Serra revogue o decreto 53.037, publicado no "Diário Oficial" do Estado no último dia 28 de maio. Eles realizam o protesto gritando frases como "Serra a culpa é sua, professor na rua".

O decreto trata da contratação e substituição de professores e prevê a realização de concursos regionais para professores. A nova medida também impõe a avaliação de desempenho da categoria.

Por meio de nota, a Secretaria de Estado da Educação afirmou que lamenta sobre a decisão dos professores pela greve.

Segundo a nota, a medida para regular as transferências de professores foi adotada com o objetivo de melhorar o aproveitamento escolar. Somente neste ano quase metade dos professores efetivos mudou de escola, o que prejudica a aprendizagem dos alunos, de acordo com a nota.

 

 

             http://www1.folha.uol.com.br/folha/cotidiano/ult95u412254.shtml

Anúncios
  1. Nenhum comentário ainda.
  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: